• Facebook
  • Twitter
  • LinkedIN
  • Google Plus
  • Portugues
  • Espanhol
  • Ingles
Abrir empresa nos EUA | Contabilidade nos EUA | Investir nos EUA

US : +1 (305) 824-9100 | BR : + 55 (11) 4200-0712

America Expert LLC
America Expert LLC

Como funciona a lista negra dos bancos

Você já ouviu falar sobre a lista negra dos bancos? Ou então, quando você tenta abrir uma conta em banco ou pedir um empréstimo, sempre tem o pedido negado? Isso acontece quando você está negativado no Banco Central e os bancos podem estar consultando sua situação para negar sua solicitação.

Conhecida popularmente como lista negra dos bancos ou SCR (Sistema de Informação de Crédito), o sistema pode ser consultado por você mesmo no Registrado do Banco Central.

lista-negra-dos-bancos

lista-negra-dos-bancos

Como funciona?

Neste sistema ficam registradas todas as operações de crédito acima de R$ 200, como financiamentos, empréstimos, uso de cartões, dentro outros, para que desta forma, o BC possa verificar a ocorrência de operações de crédito atípicas e de alto risco. Esse registro é gerido pelo Banco Central e alimentado mensalmente pelas instituições financeiras, mas sempre preservando o sigilo bancário.

No momento em que você deixar de pagar uma conta, o consumidor é considerado inadimplente e corre o risco de ter seu nome inserido no SCR. O prazo para a inclusão do nome na lista negra depende do credor e do tipo de conta em débito.

Na maioria dos casos, essa inserção não ocorre de modo imediato. As instituições só recorrem a essa alternativa no fim do processo de cobrança, quando a negociação não resolve o problema e não resta outra alternativa.

Utilização dos bancos

A partir deste momento, o SCR registra as informações financeiras. Com isso, os bancos começaram a utilizar esses dados para avaliar se os clientes poderiam ou não conseguir crédito.

Com esta lista negra, as instituições financeiras podem adotar medidas preventivas, visando a prevenção de crises. Em suma, as pessoas que já foram inadimplentes, gerando prejuízo a algum banco, encontram maiores dificuldades para conseguir crédito.

Normalmente, quando você solicita um crédito ou financiamento, o consumidor é submetido a uma análise na qual seu histórico financeiro é investigado. Em primeiro lugar, o banco realiza a consulta aos órgãos de proteção ao crédito, como SPC, SCPC e Serasa. Em seguida, a instituição confere a pontuação do score de crédito e o score interno do consumidor no banco.

O terceiro passo é a verificação dos últimos dois anos no SCR, ou lista negra, do Sistema de Informações do Banco Central (Sisbacen). Só depois desse processo é que o banco decide se irá ou não conceder o crédito ou financiamento.

Mito ou Verdade?

Muito se fala sobre a existência ou não desta lista negra. Mesmo com a explicação acima, muitos bancos e instituições financeiras dizem desconhecer a existência desta lista negra e que não faz uso de qualquer outro recurso para consultar o histórico do cliente.

Alguns advogados analisam que o uso da lista negra é ilegal , pois viola os valores prescritos na Constituição Federal Brasileira, como um deles a dignidade da pessoa humana e o seu direito de recorrer à Justiça.

Observação

Por mais que alguns advogados analisam o uso da lista negra como algo ilegal, é necessário observar que bancos e instituições financeiras analisam diversos parâmetros do consumidor antes de liberar uma linha de crédito. Fique atento a alguns detalhes:

  • Incompatibilidades dos rendimentos em relação ao crédito que está sendo solicitado;
  • Restrições de créditos nos órgãos de proteção ao crédito;
  • Comprometimento da renda gerando incompatibilidade com o valor do crédito solicitado.

Além disso, contas simples como água, luz, escola, faculdade ou até o comércio de bairro são motivos para os bancos negarem seu pedido. O sistema do Banco Central pode te ajudar a consultar sua situação perante a inadimplência.

Caso você tenha o pedido de crédito negado, peça ao banco ou instituição financeira o motivo pelo qual seu pedido não foi aceito. O responsável pela negociação precisa apresentar um motivo plausível para negar o seu pedido. Se for possível, resolva as pendências antes de solicitar um novo pedido de financiamento ou carta de crédito.

Como sair da lista?

Algumas decisões podem te ajudar a sair da lista negra e ter o nome limpo perante aos bancos. Entenda que a lista negra é diferente do nome sujo no SPC ou Serasa.

Dica 1: Pague suas dívidas

Entenda que possuir as contas em dia é um ótimo negócio para você ter uma imagem “limpa” perante aos bancos e instituições financeiras. Mantenha as contas em dia, não atrase o pagamento e não assuma compromissos que você não poderá pagar. Saiba controlar os gastos, quais valores já estão comprometidos no seu mês, como contas de casa, supermercado, entre outros, e quais são suas necessidades urgentes. O que for supérfluo pode ficar para depois, quando sobrar mais dinheiro.

Dica 2: Tente negociar

Caso você já possua algum crédito ou alguma conta que está difícil de pagar, é sempre bom consultar seu banco para negociar as taxas de juros. Tente encontrar uma melhor forma com o seu gerente para poder manter as contas em dia e não entrar no cheque especial no banco. Tudo pode ser negociado com uma boa conversa.

Dica 3: Peça a comprovação de que você saiu da lista negra

A partir do momento que você quitou suas dívidas e não tem mais nada pendente, peça o comprovante da quitação para seu banco ou a empresa que negociou sua dívida para que seus dados possam ser removidos da lista negra.

O pagamento da dívida não garante que a instituição irá liberar crédito no futuro. Neste caso, o banco deve justificar o motivo da reprovação.

A exclusão do nome da lista negra deve ser realizada no prazo máximo de cinco dias, a contar da data de quitação ou da renegociação da dívida.

68 / 100 SEO Score